fbpx

O que é o token do certificado digital? Entenda para que serve

foto de uma pessoa mexendo em tablet

O token do certificado digital é uma camada extra de segurança para o uso do documento. Mas, será que ela é suficiente para manter seu certificado seguro?

Com a transformação digital, as empresas e pessoas estão cada vez mais tornando seus processos digitais e adotando o uso de certificados digitais. Esse tipo de documento serve para identificar seus titulares de forma segura, inequívoca e com validade jurídica.

Nesse contexto, o certificado digital modelo A3 é emitido dentro de uma mídia chamada token. Assim, muitas empresas e gestores estão adotando esse modo de validação de documentos eletronicamente.

Essa ferramenta ajuda a garantir a segurança das informações e transações. Mas, como funciona, qual a diferença entre token e pendrive, quais são as vantagens e desvantagens desse tipo de ferramenta e será que ela é mesmo suficiente para garantir a segurança de suas transações? Confira as respostas a todas essas perguntas neste conteúdo!

O que é o token no certificado digital?

O token do certificado digital é um hardware, ou seja, uma mídia física que serve para armazenar o certificado digital. Ele serve para conservar o documento com segurança para que você possa usá-lo quando precisar.

Ele também simplifica as mídias capazes de gerar e armazenar as chaves criptográficas que, juntas, compõem um certificado digital. Resumindo: ele serve para guardar, de maneira segura, o certificado digital.

Dessa forma, nenhum dos dados contidos no token pode ser retirado, alterado ou exportado. Quando as chaves são geradas, ficam to talmente protegidas no token. 

Como funciona?

O certificado digital armazenado em token pode ser usado da mesma forma que os documentos armazenados diretamente no computador ou em cartão. A diferença está nas chaves criptográficas, que são armazenadas em um dispositivo semelhante a um pendrive. 

O token do certificado digital é uma tecnologia de segurança, que tem como função criar um código de identificação em meios digitais. 

Esse processo é feito de forma aleatória e exclusiva, e pode ser comparado às impressões digitais. Esse tipo de ferramenta foi desenvolvido especificamente para proteger os dados sensíveis

A tokenização é uma maneira de transformar os dados pessoais em chaves únicas em todas as transações online. Essa é uma estratégia da tecnologia de segurança blockchain, que é uma tecnologia de ponta usada para criptografar e proteger dados.

Qual a diferença entre token digital e pen drive?

Os dispositivos de hardware token digital e pen drive têm uma aparência muito semelhante, mas suas funções são bem diferentes. Confira:

Pen drive

Esse dispositivo é utilizado para armazenar diversos tipos de arquivos, como vídeos, fotos, músicas e documentos de texto.

Token digital

O token digital é utilizado exclusivamente para armazenar o certificado digital e garantir a segurança das informações nele contidas. Esse dispositivo é projetado para ser inviolável, ou seja, ele é mais seguro do que um pen drive comum.

Quem precisa utilizar o token do certificado digital?

Empresas obrigadas ao SPED Fiscal

O SPED Fiscal é a escrituração digital de diversas operações contábeis empresariais. Esse processo é necessário para que a empresa tenha regularidade tributária e fiscal para operar. 

A Receita Federal obriga algumas empresas a emitirem esse documento, reduzindo as chances de sonegação de impostos. Assim, o token do certificado digital A3 pode trazer segurança a esse tipo de transação, assegurando a identidade de quem está enviando os dados.

Empresas exportadoras

Todas as empresas exportadoras são obrigadas a atuar no Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX) para trocas de informações e emissão de autorizações. O certificado digital A3 é exigido para realizar operações nessa plataforma de forma segura.

Empresas que realizam operações imobiliárias

Em operações imobiliárias que resultam em transferência de propriedade, a emissão da Declaração de Operação Imobiliária (DOI) é obrigatória. 

Essa é uma transação de grande volume, que exige camadas extras de segurança. Por isso, empresas que precisam emitir esse tipo de declaração são obrigadas a usar o certificado digital A3.

Empresas de lucro presumido

Por último, empresas optantes pelo regime de tributação do lucro presumido também devem usar o token do certificado digital A3. 

Grande parte das declarações exigidas neste regime devem ser enviadas por meios digitais. O certificado digital garante a segurança das informações nessas transações.

Vantagens e desvantagens do token do certificado digital

Vantagens

Facilidade de manuseio

O token é um dispositivo de fácil manuseio e compacto. Ele pode ser levado de um local a outro com facilidade e usado em outros computadores. 

Para usar o token, não é necessário obter leitora ou dispositivos auxiliares. Basta conectá-lo na entrada USB do computador, instalar o gerenciador de mídia e digitar a senha de acesso pessoal.

Dispositivo compacto

O token do certificado digital é um dispositivo compacto, semelhante a um pen drive. Ele pode ser facilmente carregado para qualquer lugar, pois cabe em maletas, mochilas e até em bolsos.

Segurança

O certificado digital em token, tipo A3, não permite cópias do documento para outros dispositivos. Além disso, o hardware do token evita quedas no sistema e só pode ser usado em uma máquina por vez.

Sem custos adicionais

Diferente do certificado digital armazenado em smartcard, o token não precisa de leitor de cartão para ser acessado. Logo, não traz consigo nenhum custo adicional, podendo ser usado apenas conectando-o ao computador.

Desvantagens

Dispositivo físico

O token do certificado digital é uma mídia física. Assim, somente o computador que estiver com ele conectado poderá utilizar o documento para acessar os sistemas, emitir Notas Fiscais e outros procedimentos.

Para que todos os colaboradores de um escritório ou empresa possam realizar os procedimentos, se torna necessário que a empresa tenha vários certificados. Além disso, há diversos riscos no compartilhamento do dispositivo, como:

  • Quebra;
  • Esquecimento de passar para outro colega;
  • O colaborador pode acabar levando o token para casa e acessar sistemas e informações fora do ambiente de trabalho;
  • Acesso a dados sensíveis;
  • Vazamento de dados;
  • Riscos de perda.

Processos mais lentos

Toda vez que um colaborador precisa realizar uma tarefa por meio do certificado digital em token, precisa informar sua senha. Isso faz com que os processos se tornem mais lentos e burocráticos.

Mais risco de perda

O certificado digital em token está em uma mídia física. Isso aumenta os riscos de perda, danos ou extravio do documento, o que impossibilita seu uso e obriga a empresa a se submeter a uma nova emissão, com mais etapas, gastos e perda de tempo.

Como gerar o token do certificado digital?

pessoa mexendo no celuar

Para gerar o token, é preciso obter um certificado digital do tipo A3. Esse modelo de documento eletrônico tem validade de até 5 anos, e é armazenado em mídia criptográfica, que pode ser o token ou um smartcard.

A mídia precisa ser conectada ao computador em cada uso. O certificado digital só pode ser baixado uma vez no dispositivo do token. Caso essa mídia seja perdida, o usuário também perderá o certificado digital.

Para comprar um certificado digital, basta acessar o site das lojas especializadas de uma Autoridade Certificadora confiável. 

O Certificado Digital pode ser obtido diretamente na loja da Serpro (órgão governamental) ou em outras empresas que atuam no ramo.

A compra do certificado costuma ser dividida em três etapas:

  1. Compra do Certificado Digital;
  2. Emissão do Certificado Digital – Envio e validação dos documentos por meio de videoconferência ou presencialmente;
  3. Instalação do Certificado Digital no token e disponibilização do dispositivo físico token para o usuário.

Como usar?

Para usar o token do certificado digital, basta seguir essas etapas:

  • Conectar o dispositivo de hardware à entrada USB de seu computador;
  • Instalar o gerenciador de mídia;
  • Digitar sua senha de acesso pessoal.

O token é uma ferramenta de validação segura de transações eletrônicas. Porém, existem diversos tipos de token para atender a diferentes necessidades. Conheça os principais:

Security token para blockchain

Securities ou títulos são instrumentos financeiros que correspondem a valores monetários e podem ser negociados ou vendidos em mercados financeiros. Esse tipo de investimento é muito comum para grandes empresas e governos. 

Esses processos de compra e negociação podem ser realizados por meio de tokens e blockchain. Assim, o security token está relacionado a títulos criptográficos adquiridos por investidores e geram lucros, dividendos e juros para eles.

Equity token para blockchain

Também se trata de um ativo financeiro, semelhante às ações tradicionais, que representam cotas de participação no capital das empresas. 

Quem adquire equity tokens tem os mesmos direitos de quem adquire uma ação tradicional: lucros, voto em decisões organizacionais etc.

Utility token para serviços digitais

Esse modelo de token é o mais conhecido, e serve para gerar benefícios ou solucionar problemas. Ele permite que o usuário acesse aplicativos, serviços ou produtos digitais de maneira segura.

Payment token para transações financeiras

Esse tipo de token serve para para realizar pagamentos online. Ele funciona como cartões de crédito pré-pagos ou moedas, e serve para facilitar a transferência de valores de forma segura.

Nele, os códigos são emitidos em tempo real, de forma automática, por meio de ambientes de pagamento ou domínios. Por isso, apenas o emissor deve autorizar a transação, sem a necessidade de autorização de terceiros.

Conheça o Whom, primeiro gerenciador de certificados digitais do Brasil

O Whom é um gerenciador de certificados digitais que serve, entre outras coisas, para garantir a segurança de suas transações sem as desvantagens do token do certificado digital.

Essa é uma solução 100% SaaS, que pode ser executada por meio de uma extensão no navegador que você utiliza em seu computador. Assim, ela garante a disponibilidade, acessibilidade e segurança de qualquer lugar que você precise.

Confira como o Whom supera as limitações do token do certificado digital:

WhomxToken do certificado digital
É uma extensão do navegadorxÉ um hardware físico
Basta instalar a extensão e utilizarxPrecisa estar conectado ao computador para ser usado
Todos os colaboradores que precisam do certificado digital podem utilizá-lo ao mesmo tempoxApenas uma pessoa pode utilizar o certificado digital por vez
Permite a concessão de níveis de acesso, controle de navegação e de horáriosxAcesso irrestrito a quem estiver com o token
Por ser totalmente online, não possui riscos de perda, quebra, etc.xRiscos de perda, quebra e outros danos no hardware físico
Delimitação de horários de acesso e envio de alertas caso o colaborador tente acessar fora do horário permitidoxO colaborador pode levar o token para casa
Por meio de uma única autenticação, o usuário pode acessar todos os sistemas e executar todas as ações que têm permissãoxÉ necessário informar sua senha novamente a cada ação realizada

Quer aumentar a segurança das transações em sua empresa, sem a necessidade de se preocupar com o cuidado com hardwares físicos ou acessos indevidos? Então, você precisa conhecer o Whom!

Descubra como o Whom pode simplificar o uso de certificados digitais em sua empresa!

Conclusão

O token do certificado digital é uma mídia física utilizada para armazenar o documento e validar as transações por meio de chaves criptográficas. O certificado digital emitido em token é o tipo A3, e traz diversos benefícios e algumas desvantagens.

O aumento nas transações online faz com que as empresas precisem adotar medidas de segurança para evitar vazamentos, fraudes e outros problemas. Por isso, é fundamental contar com uma camada extra de proteção, que pode ser obtida por meio de dispositivos como o token ou por tecnologias ainda mais eficazes, como o Whom.

O primeiro gerenciador de certificados digitais do Brasil é a melhor ferramenta para armazenar e garantir a segurança de seu documento e transações. Por meio dele, o gestor tem total controle sobre a forma como seus colaboradores utilizam o documento e consegue prevenir erros, vazamentos e fraudes, não apenas remediá-las.

Continue acompanhando nosso blog para mais conteúdos a respeito da segurança das informações em seu negócio!

Compartilhe:

Faça seu cadastro


Fale com um especialista

Entre em contato conosco preenchendo o formulário.