Skip to main content
Correspondentes JurídicosProfissionalização

Inteligência Emocional para Advogados

Por 13 de junho de 2018abril 25th, 2021No Comments

Inteligência emocional é uma habilidade essencial para a vida de qualquer profissional. Mas você já pensou o quão importante é ter Inteligência Emocional para Advogados? Nós pensamos e por isso separamos esse post para você.

Você já parou para pensar como você reage a momentos de pressão? Você costuma ficar tranquilo, mais nervoso ou até entra em pânico? Além disso, você costuma ser mais objetivo e procura entender os pontos de vista em conflitos no trabalho ou acaba sendo um pouco mais defensivo?

Você normalmente percebe falhas antes de prejudicar algum momento ou inibir alguma oportunidade? Você costuma tentar entender as críticas dos seus colegas e consegue desvincular as críticas das pessoas e vê-las apenas como críticas construtivas?

Após situações difíceis você consegue assumir o controle da direção e seguir uma viagem de carro sem qualquer risco? Todas essas perguntas estão vinculadas ao quão preparado você é no quesito inteligência emocional.

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Inteligência Emocional para Advogados: O que é?

Inteligência emocional nada mais é que a habilidade de compreender e gerenciar suas emoções em suas relações com outros e consigo mesmo(a). Práticas como exercer empatia, comunicar-se de maneira clara, e resolver problemas utilizando a razão sem envolver as emoções na decisão final são alguns exemplos de práticas que estão totalmente ligadas a inteligência emocional.

Uma pessoa que tem a inteligência emocional bem desenvolvida é aquela que consegue perceber uma emoção e consegue compreender a causa dessa emoção e, ainda, reage para obter melhores resultados e melhores relacionamentos. Há alguns anos atrás, o psicólogo Daniel Goleman publicou um dos artigos mais acessados da Harvard Business View, que trabalhava um assunto que permanece sendo atual: O que um líder faz? Nesse artigo, Goleman explorou um assunto que naquela época não era tão debatido quanto nos dias atuais: a inteligência emocional. Nesse artigo, o psicólogo abordou que líderes altamente eficazes possuem um ponto essencial em comum: a inteligência emocional.

Goleman ainda dividiu a Inteligência Emocional em 5 pilares:

  1. Autoconsciência: O ato de reconhecer as suas emoções e as emoções de terceiros
  2. Autocontrole: O ato de se adequar e superar emoções de acordo com o contexto
  3. Automotivação: Ato de motivar a si mesmo
  4. Empatia: Ato de colocar-se no lugar do outro
  5. Habilidades sociais: Ato de criar e gerir relacionamentos

Por que a Inteligência Emocional para Advogados é importante?

Sem dúvidas, um dos principais benefícios da Inteligência Emocional para Advogados é a aquisição ou a melhora da comunicação estratégica. Um profissional com essa habilidade poderá perceber e compreender as emoções de outras pessoas, seja em um escritório, em um departamento jurídico ou até então em uma audiência. Essa habilidade proporciona confiança e cria conexões em um relacionamento, além de beneficiar você para evitar conflitos.

Além disso, a inteligência emocional para advogados traz benefícios diretos para a negociação com clientes e para a persuasão dos profissionais. Essas competências emocionais vão permitir que o advogado tenha mais empatia, e consiga perceber as preocupações dos seus clientes e isso irá melhorar a sua interação com eles.

Como posso melhorar a minha inteligência emocional?

Primeiramente é preciso saber que inteligência emocional é uma habilidade e não um talento. Se você não tem naturalmente essa habilidade, você pode desenvolvê-la, e o primeiro passo é entender o que motiva a Inteligência emocional e como você pode controla-la. Separamos alguns passos para você seguir para iniciar essa sua jornada.

Fique atento ao seu corpo e aos seus comportamentos

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Preste mais atenção em você e como você se comporta. Observe como você age quando está sentido algumas emoções e como elas afetam o seu dia a dia. Quando nos tornamos mais conscientes sobre as nossas emoções fica muito mais fácil julgar os nossos comportamentos.

Além disso, não se esqueça de atentar-se a como o seu corpo reage a sensações e a sentimentos. Você pode ter as reações mais diversas, um exemplo comum de reação a momentos de tensão e de stress são calafrios. Mas não é uma regra! Observe o seu corpo e as suas reações e entenda como você reage por inteiro em situações emocionais.

Reduza Emoções que sejam negativas

Um dos principais pontos a serem trabalhados quando se quer desenvolver inteligência emocional é a habilidade de gerir as suas emoções negativas. Evite ver apenas o lado negativo das situações, pense que todas as situações possuem mais de uma opção de saída, baste você procurar. Uma outra dica e tentar organizar os seus pensamentos escrevendo eles em um papel, isso irá lhe ajudar a compreender o que está passando na sua cabeça.

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Lide com o seu Estresse e com a sua Ansiedade

Hoje em dia o mal do século é o estresse no trabalho e a ansiedade que apavora pessoas de todas as idades. E saber lidar com esses sentimentos é essencial para seguir em frente. Mantenha a calma e tente olha a situação de fora, busque retirar todas as emoções e tente trabalhar utilizando a razão, para isso, você pode criar técnicas que funcionem para você como contar até 10, criar momentos de meditação rápida, fazer exercícios para relaxar em momentos específicos do dia, entre outros. Uma técnica pode funcionar bem para uma pessoa e pode não funcionar tão bem para outras, teste técnicas e encontre a que melhor funciona para você.

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Não julgue ou modifique seus sentimentos com rapidez

Inteligência emocional é um processo gradual, ou seja, nesse caso a pressa é sim inimiga da perfeição, tenha paciência, porque o processo é um pouco mais lento e varia de pessoa para pessoa. Não descarte seus sentimentos sem poder refletir sobre eles, uma serie de emoções saudáveis muitas vezes se elevam e decrescem naturalmente, o objetivo da inteligência emocional é trabalhar em cima dessa emoção antes que ela atinja o seu pico

Pratique o ato de “responder” ao invés de “reagir”

Segundo Daniel Goleman, a parte emocional do cérebro acaba respondendo os acontecimentos de uma forma muito mais rápida do que a parte racional. Por isso é importante saber a diferença entre o ato de responder e o ato de reagir.

Reagir é o ato inconsciente onde ativamos um gatilho emocional e acabamos nos comportando de forma inconsciente e espontânea. Responder é o ato consciente que envolve a percepção sobre como você se sente para aí então decidir como você irá se comportar. Tome o tempo necessário e não aja de forma impulsiva, isso pode comprometer seriamente o resultado da sua ação.

Pratique empatia

Empatia é se colocar no lugar do outro, é entender o próximo, entender como ele se sente ou como se comporta em determinada situação. O trabalho de empatia precisa começar como você mesmo, se questionando “Por que eu estou me sentindo assim?” ou “Por que eu estou fazendo isso?”.

No primeiro momento a resposta poderá ser um “não sei”, mas a medida que você for evoluindo, você vai notar diferentes respostas para diferentes situações e conseguirá entender melhor o que lhe torna mais sensível e mais aberto.

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Inteligência emocional é uma habilidade essencial para a vida de qualquer profissional. Sendo assim Inteligência Emocional para Advogados também é uma habilidade que precisa ser valorizada e estudada no mundo jurídico. Observe suas emoções, entenda suas reações e trabalhe em cima disso. Mas não se esqueça: esse trabalho é continuo e exige paciência. Os resultados serão colhidos ao longo do tempo.

O que achou desse post? Estamos constantemente indo atrás de conteúdos que sejam do seu interesse como esse sobre Inteligência Emocional para Advogados, ou então sobre marketing para advogados ou marketing para escritórios de advocacia, dicas sobre ferramentas de produtividade e muito mais!

Inteligência Emocional para Advogados Advogado Correspondente Jurídico DOC9

Júlia Gabbardo

Júlia Gabbardo

Psicóloga formada pela PUCRS. É atualmente uma das nossas grandes responsáveis pelo processo de Recrutamento e Seleção de Novos Talentos DOC9, desenvolvendo dinâmicas e práticas inovadoras para os colaboradores e futuros colaboradores da empresa. Atua continuamente em projetos de desenvolvimento de lideranças e de equipes e de satisfação dos colaboradores.