Por que você precisa se reinventar na advocacia?

Profissionalização
Por 26 de agosto de 2019 Sem Comentários

Já é de conhecimento geral que o mercado jurídico é extremamente saturado, o que não se refere a má qualidade dos profissionais mas sim a falta de inovação e equidade entre a maioria. Uma grande quantidade de profissionais não traz novidade para o mercado e acabam não tendo o sucesso que esperavam no início de suas carreiras. Essa frustração é esperada do ponto de vista de externo, já que a advocacia, na mentalidade de muitos profissionais, é um meio engessado e pouco maleável, mas é ai onde o maior erro está. Por que você precisa se reinventar na advocacia?

Por que você precisa se reinventar na advocacia?

A resposta para essa pergunta, em uma visão mais superficial, é muito simples: destaque! Sim, a reinvenção faz você se destacar no mercado, não só como empresa (no caso de escritórios) mas também como indivíduo (no caso de advogados autônomos). A rotina e o conforto acabam se tornando o maior inimigo de quem precisa de novos olhares, é necessário ver outros caminhos para você se reinventar.

por que você precisa se reinventar na advocacia?

Existem dois grandes passos, que causam maior impacto, necessários para se reinventar na advocacia, aderir a tecnologia e focar no atendimento. Quando falamos de tecnologia, não falamos do uso de e-mails e agendas digitais durante seu dia a dia, o conceito de tecnologia pode parecer um pouco amplo, mas quando falamos para inserir tecnologia em sua rotina jurídica falamos de algo um pouco mais complexo. Para pequenos escritórios e advogados independentes isso pode ser distante, porém para grandes escritórios, aderir a tecnologia é extremamente essencial atualmente. Um sistema integrado e que se adapte a necessidade dos clientes é o mínimo aceitável, métodos tradicionais ainda funcionam, porém não são práticos e nem produtivos.

Outro ponto impactante envolvendo a tecnologia é a automação de processos, não existe uma formula de automação que abrange todos os escritórios e profissionais já que a realidade de cada um é diferente, fazendo uma análise de sua realidade é possível trazer métodos automáticos, que além de eficientes são econômicos. O investimento em tecnologia não impacta apenas sua rotina mas como facilita para o cliente, trazendo um dinamismo que métodos tradicionais não trazem. A tecnologia por si só diz porque você precisa se reinventar na advocacia, não é necessário ir longe, veja empresas líderes de mercado e o investimento que realizaram em tecnologia.


Leia também:


O atendimento é outro ponto impactante que traz a inovação que o mercado precisa, geralmente o ato de se comunicar com escritórios de advocacia é semelhante aos bancos, um processo estressante e chato. É necessário se inspirar em empresas como o NuBank que trouxeram a tecnologia e o atendimento perfeito para o mercado e estão dominando o mercado de bancos digitais. O foco no cliente e no que ele espera é essencial, quando se entende a realidade do cliente e se realiza um engajamento para se adaptar a ela, o atendimento começa a se tornar uma arma poderosa. O exercício da empatia é constante, pense em como você gostaria de ser tratado e traga isso para seu dia a dia. O atendimento, como linha de frente, é o seu rosto e o rosto de seu escritório, faça o cliente se sentir acolhido e bem atendido, resolvendo problemas e mostrando o quanto ele é importante.

Outro exercício funcional é buscar referências fora da advocacia, como o Nubank usado de exemplo no parágrafo anterior. Se certa empresa se destaca em algum ponto, independente da área de atuação, é preciso aprender o que foi feito, como foi feito e como trazer para a sua rotina. Um dos maiores problemas do mercado jurídico é a falta de inspiração, como se a competitividade fosse tão grande que não é permitido olhar o que o concorrente está fazendo e como isso pode ser bom, faltando grandes referências de mercado no quesito de inovação. É importante analisar escritórios e advogados de sucesso, com carreiras consolidadas, é visível que já são profissionais mais experientes e atualmente não inovam, porém, observando o início de carreira de cada um a inovação foi a chave para decolarem, obviamente sendo necessário observar a época em que isso foi feito e como isso impactava no mercado daquele período. Você precisa se reinventar e reinventar o mercado jurídico, a estagnação gera atraso e decadência profissional, se manter na zona de conforto nunca foi a melhor solução, explore novos horizontes, o pior profissional é aquele que acredita que está no seu ponto máximo.

qualidade

José Eduardo Oliveira

José Eduardo Oliveira

Bacharel em Produção Multimídia pelo Senac-RS em formação. Integra atualmente o nosso time de Marketing e é um dos responsáveis pela comunicação com a nossa Rede de Advogados Correspondentes. Trabalha com projetos de desenvolvimento da nossa Rede de Correspondentes, buscando soluções, melhorias e conteúdos que impactem a vida dos Advogados de uma forma positiva. Busca mesclar dicas de produtividade com a rotina corrida dos correspondentes jurídicos, para, então, criar processos e melhorias no fluxo de comunicação da nossa rede de profissionais.

Deixar um Comentário