Skip to main content
Institucional

Lawtech: a revolução digital no setor jurídico

By 23 de junho de 2022junho 24th, 2022No Comments

Lawtechs são startups criadas para resolver problemas da área jurídica estão modernizando e revolucionando o setor.

Lawtechs ou legaltechs são empresas de tecnologia que criam serviços e produtos para o mercado jurídico. Exemplos dessas soluções são softwares de extração de dados públicos, gestão e jurimetria.

As lawtechs e legaltechs combinam advocacia e tecnologia da mesma maneira que as fintechs, startups que combinam finanças e tecnologia. E assim como as últimas, seu objetivo é trazer uma transformação ao mercado no qual estão inseridas.

Para que você saiba mais sobre esse mundo da tecnologia jurídica, desenvolvemos esse conteúdo. Nele, você entende o que é uma lawtech, a diferença entre lawtechs e legaltechs e como elas podem otimizar a rotina de um escritório ou departamento jurídico. Confira!

O que é uma lawtech?

As lawtechs são startups, ou empresas de inovação e tecnologia, que desenvolvem produtos e serviços para ajudar a melhorar o setor jurídico. As soluções desenvolvidas por elas visam:

  • Facilitar o dia a dia dos advogados;
  • Ajudar os cidadãos a se conectarem com o direito;
  • Otimizar a forma como o poder Judiciário atua.

As lawtechs brasileiras já estão desenvolvendo soluções como softwares de gestão, inteligência de dados para facilitar acordos judiciais, plataformas que conectam clientes e advogados e outras.

A própria Doc9 é um exemplo de lawtech. Somos líderes na contratação e gestão de correspondentes, demandas jurídicas e administrativas. Isso inclui audiências virtuais e físicas, cálculos judiciais, cópias de processos, protocolos de documentos, diligências extrajudiciais e serviços relacionados.

Além de estar em toda esteira jurídica, também atuamos com tecnologia SaaS. Uma das nossas soluções pioneiras no mercado é o Whom?, software de gestão de certificados digitais para ajudar a resolver uma dor identificada em nossos clientes. Também estamos desenvolvendo outras soluções que prometem facilitar o dia a dia de escritórios e departamentos, trazendo mais segurança e visibilidade aos seus processos.

Qual a diferença entre lawtech e legaltech?

As legaltechs oferecem serviços e produtos voltados aos advogados para buscar aumentar a eficiência dos escritórios e departamentos jurídicos. Já as lawtechs oferecem produtos e serviços para pessoas e empresas que necessitam de consultoria jurídica. 

Essas empresas criam máquinas e softwares para otimizar a rotina dos profissionais, diminuindo os trabalhos operacionais e burocráticos. Sua função não é substituir o advogado. Pelo contrário: ela complementa e facilita seu trabalho, e o profissional deve sempre analisar o funcionamento da tecnologia com base na moral e na ética.

Como surgiram as lawtechs?

Embora este pareça um movimento recente, no Brasil, as lawtechs começaram a surgir há cerca de dez anos. A própria Doc9 foi criada em 2009. Mas, nos últimos anos, o mercado passou por uma expansão acelerada, e há espaço para crescer e inovar ainda mais.

Os principais fatores que levaram ao desenvolvimento das lawtechs no Brasil foram:

  • A modernização do setor jurídico, com processos e peticionamentos online, por exemplo;
  • A formação de novos advogados a cada ano.

Este mercado é visto com grandes perspectivas. Isso porque, de acordo com a OAB, existem mais de 1,3 milhão de advogados no Brasil. Também há mais de 1,2 mil cursos de Direito, de acordo com o Ministério da Educação. Todas essas condições tornam o Brasil um terreno fértil para as lawtechs. 

Este é um mercado bastante amplo, que conta, inclusive, com a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L). O Radar de Lawtechs e Legaltechs da associação registra mais de cem startups do setor. 

Essas empresas atuam com soluções nas áreas de educação, monitoramento de dados públicos, compliance, resolução de conflitos on-line, gestão de escritórios, automação, redes de profissionais, taxtech (consultoria relacionada a impostos) e outras.

Essas empresas vêm se destacando no mercado e oferecendo ótimas oportunidades para quem trabalha na área do Direito e da Tecnologia. 

Você sabe o que são RegTechs? Conheça as startups que criam soluções tecnológicas para a área de regulação e governança!

profissionais do direito trabalhando juntos em frente a um computador em uma lawtech

Necessidade por maior agilidade e eficiência

Burocracia e tarefas repetitivas fazem parte da rotina do setor jurídico. As startups jurídicas surgem, então, para trazer ganhos de eficiência, que geram produtividade para as equipes da área.

Soluções de automação, por exemplo, eliminam tarefas repetitivas da rotina. Enquanto as máquinas cuidam dessas tarefas, os profissionais podem se dedicar às demandas consultivas e estratégicas;

Confira a gravação do DocTalks do dia 26/06 sobre eficiência e agilidade em escritórios e departamentos jurídicos!

Outro exemplo são as ferramentas de consulta e acompanhamento de processos. Por meio dessa tecnologia, é possível realizar mais tarefas em menos tempo e otimizar a rotina dos departamentos jurídicos e escritórios.

A gestão inteligente de documentos é mais um exemplo de aplicação automatizada que gera agilidade e eficiência para o setor. Por meio dela, é possível criar contratos e contestações com mais rapidez.

Lawtech no Direito 4.0

O termo 4.0 representa a transformação social e econômica marcada pelo desenvolvimento tecnológico. No universo jurídico, o Direito 4.0 é marcado pela mudança de mentalidade dos profissionais e pela adoção de tecnologias de automação e outras ferramentas de inovação.

banner clicável escrito "você também pode gostar: 5 tendências tecnológicas do mercado jurídico para os próximos anos. baixe o e-book gratuito".

Os advogados 4.0 são diferentes dos profissionais que, décadas atrás, precisavam lidar com diversos livros e documentos em papel. Eles estão dispostos a atualizar competências, usar as soluções digitais para otimizar seu trabalho e se dedicar às tarefas intelectuais e estratégicas.

O advogado 4.0 enxerga a inovação como aliada, o que lhe dá mais tempo para ser criativo. Dessa forma, o futuro dos departamentos jurídicos e escritórios está diretamente relacionado aos serviços oferecidos pelas lawtechs.

Inteligência Artificial e Big Data Analytics ainda parecem novidade para você? Pois saiba que essas tecnologias tendem a ser predominantes no setor nos próximos anos. Além disso, elas abrirão espaço para que novas tecnologias ajudem a tornar o jurídico mais eficiente e ágil.

Feiras de inovação e tecnologia jurídica

Além da AB2L, este mercado conta com feiras de inovação e tecnologia jurídica, que contribuem muito para seu crescimento. 

A Fenalaw é um exemplo disso. A edição deste ano acontecerá de 19 a 21 de outubro, em São Paulo e contará com mais de 300 palestrantes!

com 15 salas de conteúdo e mais de 200 palestrantes de alto gabarito, com um forte caráter tecnológico e de informação.

Sendo a maior feira para o mercado jurídico da América Latina, a FenaLaw é evento referência na área da inovação no direito. Na edição desse ano, a Doc9 é uma das patrocinadoras do evento e estará marcando presença o com Whom, primeiro gerenciador de certificados digitais do país!

Outro exemplo é o Startse: Lawtech Innovation Day. O evento deste ano tem como objetivo responder à questão “Como a tecnologia vai transformar o maior mercado jurídico do mundo?”

Em 29 de junho, o evento trará dez horas de conteúdos inéditos sobre as principais tendências jurídicas mundiais e também contará com a nossa presença no local. O encontro acontecerá na Expo Center Norte, em São Paulo, mas também é possível acompanhar pela internet.

várias pessoas circulando em um centro de eventos, fazendo referência às feiras de inovação e tecnologia para lawtechs

Como uma lawtech pode otimizar a rotina do seu negócio?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que as lawtechs não vieram para substituir o trabalho do advogado. Pelo contrário, elas atuam em parceria com os advogados e núcleos jurídicos das empresas para que a rotina profissional seja mais eficiente e produtiva. Confira as principais vantagens desse tipo de tecnologia:

Aumento na produtividade

Os recursos e ferramentas desenvolvidos pelas startups do setor ajudam os advogados a otimizarem sua rotina. Assim, é possível automatizar tarefas e fazer uma melhor gestão de seu tempo.

Confira também: Preposto em audiência – como ganhar agilidade usando a logística jurídica a seu favor

Redução de custos

Um profissional mais produtivo consegue fazer suas tarefas com mais qualidade e eficiência. Com mais tempo livre, é possível se dedicar a atividades estratégicas e à captação de clientes. Dessa forma, conseguem gerar mais lucros para o negócio.

Compreensão dos dados jurídicos

As soluções de inteligência artificial e jurimetria realizam o levantamento de dados jurídicos e os analisam de forma direcionada e profunda. Por meio delas, os advogados têm acesso a informações estratégicas para sua tomada de decisão.

Centralização de demandas

As informações jurídicas são originadas em fontes diferentes, o que obrigava os profissionais a fazer um acompanhamento constante em diferentes portais. Com essas soluções tecnológicas, é possível centralizar essas informações, padronizar a execução das tarefas e agilizar a rotina.

Resolução de gargalos produtivos

Gargalos produtivos do mercado, como a alta burocracia e o desencontro de informações, são resolvidos por meio da automação de processos e outras soluções.

Diminuição da burocracia

As lawtechs e legaltechs ainda têm o papel fundamental de reduzir a burocracia e facilitar o acesso de todos à justiça.

um malhete em cima de um computador com ícones relacionados à operações e a área jurídica sendo projetados a partir dele, referenciando a junção do direito com a tecnologia, característica de lawtech

Quais as dores que uma lawtech soluciona no mercado?

Atualmente, existem 13 categorias que classificam os tipos de lawtechs, de acordo com a AB2L. Cada uma tem o objetivo de solucionar dores específicas no mercado. Confira quais são:

  • Analytics e jurimetria – Plataformas que fazem a análise e a compilação de dados e jurimetria;
  • Automação e gestão de documentos – Softwares que fazem a automação de documentos jurídicos e a gestão do ciclo de vida de contratos e processos;
  • Compliance – Empresas que prestam suporte às organizações que precisam cumprir as normas legais e políticas determinadas para sua atuação;
  • Conteúdo jurídico, educação e consultoria – Estão englobados portais de informação, notícias, legislação e empresas de consultoria;
  • Extração e monitoramento de dados públicos – Softwares de monitoramento e gestão de informações públicas, o que inclui publicações, andamentos processuais, legislação e documentos cartorários;
  • Gestão de escritórios e departamentos jurídicos – Softwares que fazem a gestão de informações jurídicas;
  • IA do setor público – Soluções de Inteligência Artificial voltadas aos tribunais e ao poder público;
  • Redes de profissionais – Redes que promovem a conexão entre profissionais do direito, e permitem que pessoas e empresas encontrem advogados em todo o Brasil;
  • Regtechs – Soluções tecnológicas que resolvem problemas de regulamentações;
  • Resolução de conflitos online – Empresas que se dedicam a resolver conflitos online, com mediação, arbitragem e negociação de acordos;
  • Taxtech – Soluções tecnológicas para questões tributárias;
  • Civic Tech –  Soluções que buscam melhorar o relacionamento entre as pessoas e instituições;
  • Real Estate Tech – Tecnologia da informação aplicada ao mercado imobiliário e cartorário.

Conclusão

As lawtechs e legaltechs foram criadas para resolver dores do setor jurídico por meio de soluções tecnológicas. Essas ferramentas otimizam o dia a dia dos advogados, permitindo que eles possam focar em tarefas estratégicas e na captação de clientes.

A Doc9 é uma lawtech focada na gestão de demandas jurídicas e administrativas. Sua missão é descomplicar as operações jurídicas para que os advogados possam dedicar seus esforços ao atendimento aos clientes e às estratégias de seus processos.

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você. Compartilhe-o com seus colegas!

DOC9

DOC9

Somos uma empresa que realiza o controle e a gestão de diligências jurídicas através do repasse para advogados correspondentes qualificados através de processos de seleção e treinamento. Operamos em todo o território nacional, concentrando todas as diligências jurídicas em um único sistema: o sistema DOC9. Nossas diligências passam por um fluxo de controle e conferência, através de passos de auditoria estabelecidos e padronizados.