Skip to main content
Correspondentes Jurídicos

Correspondência jurídica: saiba o que é, como contratar o profissional ideal [Guia 2022]

By 24 de julho de 2022julho 27th, 2022No Comments

O correspondente jurídico, profissional responsável pela correspondência jurídica e também conhecido como “advogado de apoio”, é uma função muito exercida na advocacia, visto que é uma atividade de suma importância em escritórios e empresas.

Com os avanços tecnológicos e o aumento da concorrência no mercado de trabalho, muitas empresas e escritórios passaram a buscar suporte jurídico para suprir as demandas, principalmente em comarcas mais distantes, assim então se consolidou o papel do correspondente jurídico. 

O Correspondente Jurídico acabou de tornando uma incrível solução seja para escritórios, ou empresas, que precisam desse profissional de forma rápida, em comarcas espalhadas pelo Brasil todo.

Acompanhe a leitura e confira mais detalhes sobre a correspondência jurídica! 

Para começar, entenda o que é correspondência jurídica

A correspondência jurídica é uma atividade prestada por um advogado que atua na comarca onde o processo tramita, seja para um escritório de advocacia ou empresa. 

Quando o escritório que faz o patrocínio da causa precisa dar continuidade a um feito de outra localidade, ao invés de mandar o advogado ao local, contrata um operador do Direito da comarca dos autos para que realize a diligência.

Seja audiência de conciliação ou instrução e julgamento, cópias, protocolos, despacho com magistrado ou outras atividades. 

Então, para evitar esse deslocamento do profissional do escritório até a comarca que está tramitando, a correspondência jurídica proporciona uma redução dos custos, por exemplo, os gastos em transporte e hospedagem, além de economizar tempo. 

O advogado contratado atua como um trabalhador terceirizado e recebe honorários referentes ao ato realizado. Dessa forma, além de auferir uma renda extra, também é possível atuar em diferentes áreas e aumentar a rede de contatos. 

Confira também: preposto em audiência – como ganhar agilidade usando a logística jurídica a seu favor

correspondente juridico doc9 sorridente com tablete na mão
Fonte: Freepik Premium

Qual a importância do profissional da correspondência jurídica?

Devido ao Brasil ter grande extensão territorial, os custos de deslocamento e logística se tornam altos em algumas empresas e setores, como é o caso de advogados que atuam fora do limite territorial de trabalho.

Dessa forma, para resolver demandas em locais que teriam alto custo, o correspondente jurídico passa a atuar, além de ampliar seus conhecimentos na área, também pode conseguir mais clientes e se tornar renomado nos escritórios. 

Então, um correspondente jurídico possui grande importância na advocacia, pois traz o suporte necessário para os escritórios, contribuindo para a redução de gastos.

Funções exercidas por quem trabalha com correspondência jurídica

O correspondente jurídico pode realizar algumas funções, como: 

Despachos

Os despachos são medidas utilizadas em situações de alta emergência, com intuito de esclarecer os pontos necessários sobre as manifestações escritas, os despachos compreendem diversas ações, como ir ao gabinete do magistrado ou solicitar um andamento específico. 

Isso também engloba outras decisões como pedidos de gratuidade de justiça, homologação de acordos, antecipação de tutela e outras ações que demandam a necessidade de falar diretamente com o magistrado ou com os profissionais que os auxiliam. 

Diligências

Atividades realizadas, seja dentro ou fora do fórum, as diligências são importantes para obter informações ou apenas para dar seguimento a determinado processo, como a verificação de petições, documentos, avisos de recebimento, mandados de intimação e outras atividades. 

Outras atividades que fazem parte das diligências são situações que precisam de extração de documentos e posterior envio, para apreciação das partes responsáveis e interessadas. 

Atividades realizadas fora do fórum, os correspondentes são contratados para acompanhar o cumprimento de mandados, incluindo apreensão de bens realizadas por oficiais de justiça. 

Também é designado para obtenção de documentos em cartórios extrajudiciais, INSS, secretarias municipais, entre outros lugares. 

Audiências 

As audiências são excelentes oportunidades para quem atua na área de apoio. Entre as funções desenvolvidas, estão as grandes empresas que contratam operadores locais para atuar em filiais espalhadas pelo país. 

Também é comum que os advogados usem os serviços de apoio para que as audiências em que estejam trabalhando não sejam adiadas devido a qualquer imprevisto que possa surgir e atrapalhar, por algum tempo, a continuidade do processo. 

Realizar protocolos

O correspondente jurídico pode atuar realizando protocolos, seja nos escritórios ou órgãos/ administração pública. 

Emitir guias

Outra função que o correspondente jurídico pode desempenhar é na emissão de guias necessárias para o contratante que é parceiro. 

Obter certidões

Na obtenção de certidões, o correspondente jurídico também apresenta grande importância, pois pode ser uma grande demanda de seu contratante e ele apresenta conhecimento necessário para desenvolver a atividade. 

Verificar o andamento de processos

A verificação e andamento dos processos é outra função que o correspondente jurídico pode desempenhar, visto que possui capacitação e qualificação essencial para desempenhar essas funções e dar o suporte que o contratante necessita. 

Extrair cópias do processo

As cópias de processos são como uma diligência específica, onde o correspondente jurídico faz a extração dos autos para o escaneamento ou xerox. 

Ele também é responsável pelo envio de arquivos para os contratantes e isso pode acontecer em tribunais e nas administrações públicas. 

homem em corte frente a dois magistrados ao fundo
Fonte: Freepik Premium

Dicas para obter sucesso na contratação de um correspondente jurídico

Algumas coisas são essenciais para que o correspondente jurídico obtenha sucesso em sua missão. Como contratante, é importante que você analise detalhes, como:

Dedicação aos processos 

O conhecimento dos processos diligenciados é um dos fatores que proporcionam o sucesso da causa.

Portanto, realize questione o profissional para ter certeza de que ele está por dentro do processo, e tem todas as habilidades necessárias para ganhá-lo.

Conhecimento de causa

É muito importante que o correspondente jurídico seja devidamente treinado na área em que está atuando. Esse profissional costuma ter uma formação generalista, portanto, cabe ao contratante dar a ele todos os detalhes necessários do caso e treiná-lo para que ele esteja preparado.

Aqui na Doc9, por exemplo, os correspondentes jurídicos passam por amplo processo de seleção no qual são sabatinados antes de sua atuação para termos certeza de que ele está preparado.

Características de um bom correspondente jurídico

Atualmente, é muito fácil contratar correspondentes jurídicos ao redor do Brasil. Mas antes de fazê-lo, é importante se atentar a alguns detalhes que podem ditar se você está prestes a fazer uma boa contratação.

Separamos as principais características de um bom correspondente jurídico para te ajudar a avaliar essa possível parceria.

  1. Sempre atualizado

Como já vimos ao longo do texto, é um requisito extremamente importante do correspondente jurídico estar atualizado sobre o caso com o qual ele está lidando. 

  1. Presta atendimento rápido e assertivo

Um atendimento rápido e assertivo certamente é um aspecto que deve ser levado em consideração na contratação de um correspondente jurídico. Isso porque a rapidez no atendimento garante um bom alinhamento a nível de causa, evitando falta de comunicação entre as partes.

  1. Máximo respeito aos prazos

Um correspondente que respeita os prazos estabelecidos pela legislação e os prazos definidos com o cliente, aumenta as possibilidades de sucesso na área, pois cumpre fielmente com as obrigações. 

Quando o correspondente cumpre os prazos, consegue estabelecer um vínculo de confiança com você, contratante, o qual certamente o buscará novamente pelos seus serviços.

Portanto, observe desde os primeiros contatos o cumprimento de prazos.

E qual é o perfil desse profissional?

O perfil do correspondente jurídico basicamente é preenchido por advogados ou estudantes de Direito. Não é obrigatório (apesar de recomendado em alguns casos) ter inscrição na OAB.

O estagiário precisa ter uma carteira de estagiário, o que irá autorizá-lo a realizar as práticas dos três atos, de modo isolado e sem que precise de uma supervisão constante de um advogado. 

 A prática dos três atos corresponde a: 

  • assinar as petições de juntada de documentação dos processos judiciais e administrativos. 
  • Ter não apenas as certidões de peças, assim como os autos dos processos que estão em cursos ou já foram finalizados. 
  • Retirar e devolver os autos em cartório. 

Caso o estagiário possua o substabelecimento ou até mesmo a autorização de um advogado, ele poderá comparecer de forma isolada para realização de atos extrajudiciais. 

Profissionais que possuem atuação mais ampla na área do Direito também podem realizar esses tipos e outras atividades. 

Outro ponto válido a analisar sobre o exercício dessa função, é a elaboração de habeas corpus ou distribuição de protocolos de processos ou petição, os quais podem ser realizados por qualquer profissional que seja preposto para a audiência. 

Assim como serviços que são extrajudiciais, dos quais também estão inclusos nessas atividades. 

homem frente a correspondente jurídico estudando legislação
Fonte: Freepik Premium

Conclusão sobre a correspondência jurídica 

O correspondente jurídico é essencial para o Direito, escritórios e empresas, pois apresenta qualificação necessária para atuar nessa área e ser um profissional renomado. 

Você pode encontrar excelentes correspondentes jurídicos na Doc9 e otimizar as atividades realizadas em seu escritório com nossos profissionais altamente capacitados. 

Entre em nosso site e confira nossos serviços e como podemos ajudar sua empresa! 

DOC9

DOC9

Somos uma empresa que realiza o controle e a gestão de diligências jurídicas através do repasse para advogados correspondentes qualificados através de processos de seleção e treinamento. Operamos em todo o território nacional, concentrando todas as diligências jurídicas em um único sistema: o sistema DOC9. Nossas diligências passam por um fluxo de controle e conferência, através de passos de auditoria estabelecidos e padronizados.