A transparência na comunicação nas diligências jurídicas

GestãoPara AdvogadosPara Correspondentes Jurídicos
Por 23 de novembro de 2020 Sem Comentários

Entende-se por diligências jurídicas todos os serviços executados externa e internamente em cartórios judiciais e tribunais. Esses serviços, que podem ser desde cópias jurídicas, protocolos de petições até audiências, por exemplo, na grande maioria das vezes são encaminhados e realizados por advogados correspondentes, que atendem tanto escritórios de advocacia quanto empresas em variadas cidades e estados.

Como as diligências jurídicas foram afetadas em 2020?

No dia 17 de março deste ano, devido a crise do COVID-19, as diligências jurídicas presenciais foram suspensas em todo o país. Desde essa data, estas diligências, portanto, tiveram seus prazos afetados diretamente.

Passados alguns meses, o CNJ deu autonomia para que cada Tribunal deliberasse sobre a retomada do atendimento de prazos físicos, e, dessa forma, sem uma padronização mínima estabelecida, o retorno das diligências jurídicas físicas acabou ocorrendo de forma desordenada, o que gerou muita confusão tanto para quem executa esses serviços quanto para quem solicita.

Tal desordem afetou as agendas dos advogados correspondentes e, com isso, surgiu o desafio de se permanecer produtivo e operante, cumprindo solicitações dentro dos prazos processuais, mesmo com realidades e diretrizes completamente distintas no âmbito dos tribunais e muitas vezes até mesmo dos cartórios, tendo em vista que cartórios de um mesmo fórum muitas vezes possuem procedimentos bem diferentes para realização das diligências jurídicas físicas.

Por que priorizar uma comunicação clara

Neste cenário complexo, um ponto crucial é manter ao máximo a transparência para os clientes ao longo de todo o processo de realização deste serviços jurídicos, já que não existe um padrão estabelecido de execução e falta clareza na comunicação dos cartórios com as partes envolvidas nas demandas judiciais, o que pode ocasionar  sérios transtornos, como a perda de uma prazo, por exemplo. Neste sentido, nunca é demais lembrar que quando se presta um serviço, como é o caso das diligências jurídicas, a credibilidade está em jogo e certificar-se da clareza das informações é um fator muito relevante.

Como a DOC9 tem organizado a sistemática de cópias

Na DOC9, por exemplo, foi criado um setor específico para atualizar constantemente o funcionamento e a forma de atendimento de cada um dos tribunais e seus respectivos cartórios. Dessa forma, pôde-se ajustar os prazos e o fluxo de execução de cada uma das diligências jurídicas geridas pela empresa, de forma dinâmica e segura com a finalidade de entregar maior previsibilidade e transparência para os clientes.

DOC9

DOC9

Somos uma empresa que realiza o controle e a gestão de diligências jurídicas através do repasse para advogados correspondentes qualificados através de processos de seleção e treinamento. Operamos em todo o território nacional, concentrando todas as diligências jurídicas em um único sistema: o sistema DOC9. Nossas diligências passam por um fluxo de controle e conferência, através de passos de auditoria estabelecidos e padronizados.